BLOG / Vídeos

DW! SP 2024: hospedagem oficial no Edifício Renata, um projeto de retrofit icônico no Centro de São Paulo

Imagine se sentir em casa um dos retrofits mais comentados dos últimos tempos e se hospedar em uma localização privilegiada para curtir a DW! Semana de Design de São Paulo. Esta é a proposta da Tabas, operadora de aluguel flexível para estadias de curto a longo prazo presente nos endereços mais icônicos de grandes capitais – São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Cidade do México.

Para as pessoas apaixonadas por arquitetura e design, o Edifício Renata é um lugar perfeito para estar e ter uma experiência completa durante a DW! SP 2024, sendo uma das hospedagens oficiais do festival.

Com atualizações e adaptações arquitetônicas comandadas pelo escritório Metro Arquitetos, o Renata Sampaio Ferreira, originalmente de uso comercial, foi transformado em um vibrante complexo cultural, gastronômico e residencial. Ele inclui apartamentos para curta a longa estadia, restaurante que já conquistou um público hype, uma piscina que se tornou ponto de encontro de quem é descolado, além de bar, café, espaços pop up e de eventos.

Reserve sua estadia no Edifício Renata e aproveite de lá o que a próxima DW! SP 2024 tem a oferecer, de 14 a 24 de março. Clique no botão abaixo para escolher seu apartamento e ganhe 10% de desconto na reserva com o cupom DESIGNWEEK10.

 

Um emblema da arquitetura moderna paulistana

A assinatura original do edifício Renata Sampaio Ferreira é do arquiteto moderno paulista Oswaldo Bratke (1907-1997), companheiro de profissão de nomes como Rino Levi, Gregori Warchavchik e Jacques Pilon. Seu conjunto de obra é marcado por uma forte produção residencial, com destaque para a residência no Morumbi do casal Maria Luisa e Oscar Americano (1952), que atualmente sedia a Fundação Oscar Americano, e os edifícios Jaçatuba (1942) e ABC (1949), também situados na Vila Buarque.

Junto a cartões-postais como o Copan e o antigo Hilton Hotel, o Renata integra um grupo de seis edificações tombadas em 2012 pelo CONPRESP da chamada “São Paulo Moderna”, conjunto urbano de grande valor histórico e arquitetônico no centro da cidade | Foto: Divulgação/Tabas
Junto a cartões-postais como o Copan e o antigo Hilton Hotel, o Renata integra um grupo de seis edificações tombadas em 2012 pelo CONPRESP da chamada “São Paulo Moderna”, conjunto urbano de grande valor histórico e arquitetônico no centro da cidade | Foto: Divulgação/Tabas

O prédio data de meados da década de 1950 e apresenta soluções construtivas inovadoras quando comparadas a obras anteriores de Bratke, a exemplo da predominância do concreto aparente, do programa distribuído em dois grandes volumes e do uso expressivo dos cobogós do piso ao teto, marcadamente empregados pelas fachadas da construção.

Os elementos vazados, que tão bem definem a identidade projetual do edifício, permaneceram preservados no projeto arquitetônico a cargo da Metro Arquitetos. Nesta nova fase, o escritório propôs ainda uma complexa distribuição de usos, a começar pela torre originalmente concebida para lajes de escritórios. Dedicada a moradias de curta ou longa estadia, a reconfiguração dos espaços definiu 5 tipologias de plantas, totalizando 93 unidades de 25 m² a 284 m² – incluindo estúdio, 1 quarto, 2 quartos e duplex de 2 a 3 quartos.

Uma melhoria adotada pelo retrofit foi a instalação de caixilhos recuados das fachadas com cobogós, resultando em um espaço intermediário avarandado, ensolarado e multifuncional para os residentes | Foto: Divulgação/Tabas
Uma melhoria adotada pelo retrofit foi a instalação de caixilhos recuados das fachadas com cobogós, resultando em um espaço intermediário avarandado, ensolarado e multifuncional para os residentes | Foto: Divulgação/Tabas

No design de interiores do edifício, também assinado pela Metro Arquitetos, prevalecem tons fechados e terrosos que combinam com elementos de madeira e metal, a fim de criar ambientes que mesclam elegância e um estilo casual. Tudo alia a tradição e nostalgia do centro histórico com o pulsar autêntico da metrópole. Completa a atmosfera a comunicação visual da dupla de designers Elisa von Randow e Julia Masagão, à frente do estúdio Alles Blau.

Já os interiores dos apartamentos flertam com a sobriedade do modernismo e o minimalismo da marcenaria nipônica, marcada pela dualidade entre branco e preto. Em cada detalhe, o visitante da DW! Semana de Design de São Paulo vai encontrar elementos para se inspirar e vivenciar uma experiência completa de imersão no melhor da arquitetura e do design.

O resultado são cômodas, estantes, aparadores e mesas de cabeceira feitas de peças encaixáveis de madeira, todas elas moduláveis e facilmente adaptáveis às demandas dos usuários | Foto: Divulgação/Tabas
O resultado são cômodas, estantes, aparadores e mesas de cabeceira feitas de peças encaixáveis de madeira, todas elas moduláveis e facilmente adaptáveis às demandas dos usuários | Foto: Divulgação/Tabas
O resultado são cômodas, estantes, aparadores e mesas de cabeceira feitas de peças encaixáveis de madeira, todas elas moduláveis e facilmente adaptáveis às demandas dos usuários | Foto: Divulgação/Tabas
O resultado são cômodas, estantes, aparadores e mesas de cabeceira feitas de peças encaixáveis de madeira, todas elas moduláveis e facilmente adaptáveis às demandas dos usuários | Foto: Divulgação/Tabas
O resultado são cômodas, estantes, aparadores e mesas de cabeceira feitas de peças encaixáveis de madeira, todas elas moduláveis e facilmente adaptáveis às demandas dos usuários | Foto: Divulgação/Tabas
O resultado são cômodas, estantes, aparadores e mesas de cabeceira feitas de peças encaixáveis de madeira, todas elas moduláveis e facilmente adaptáveis às demandas dos usuários | Foto: Divulgação/Tabas

 

Novidades no Centro de São Paulo

Com a requalificação, o edifício passa a contar com apartamentos e espaços para eventos que podem receber exposições, workshops, performances, festas, pop ups e outras ocupações criativas. Os moradores usufruem ainda de áreas condominiais que atualizam o projeto original com comodidades que vão desde academia e sauna até uma piscina com solário e vista privilegiada para o Copan.

Ao longo de 2024, o térreo integrado à rua passa a concentrar um novo complexo gastronômico, a começar pelo café de esquina Nata, que promete um dos melhores espressos da cidade acompanhados de clássicos da boulangerie francesa e receitas típicas do café da manhã brasileiro. Já o bar Lágrima vem inspirado nos bares de Jazz de Tokyo, com som de altíssima fidelidade e dedicado à alta coquetelaria. E a brasserie Renata Bar e Restaurante será outra novidade, com clássicos da culinária francesa combinados a homenagens a São Paulo contemporânea, comandada pelo Chef franco-brasileiro Patrick Bragatto.

O Edifício Renata consagra a atuação da Planta Operações (P.Ops.) – um conglomerado de empresas focadas em lifestyle que operam nos prédios da Planta.Inc – e é operado pela multinacional Blueground, com os apartamentos disponíveis para aluguel na plataforma Tabas, proptech brasileira também responsável pela locação nos prédios Magdalena Laura, União Continental e Arinda, da Planta.Inc.

Curtiu? Reserve sua estadia no Edifício Renata e aproveite de lá o que a próxima DW! SP 2024 tem a oferecer, de 14 a 24 de março. Clique no botão abaixo para escolher seu apartamento e ganhe 10% de desconto na reserva com o cupom DESIGNWEEK10.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DW! SP 2024

Cadastre seu e-mail para receber notícias exclusivas do festival e do universo do design, arquitetura e decoração:

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!


    Você poderá cancelar a assinatura a qualquer momento.

    Consulte nossa política de privacidade.