BLOG / Vídeos

8 filmes em que a arquitetura e o urbanismo são protagonistas

Imagem de 'capa' do documentário 'Koolhaas Houselife' | Foto: Divulgação

Há um sem número de obras cinematográficas e séries que tratam de arquitetura, design e urbanismo. Muitas colocam estes temas no pano de fundo, como um recorte ou ambientação. Mas em outras a arquitetura, os arquitetos e a urbanidade são de fato personagens – e até mesmo protagonistas.

Hoje a DW! traz 8 obras, entre documentários e ficções (além de duas dicas bônus no final) que têm seus dois pés fincados no trabalho arquitetônico e urbanístico e sua relação com nosso cotidiano e a história, em sentido estrito ou amplo. Pegue a pipoca, fique confortável no sofá e dê o play.

24 City (2008)

Jia Zhangke é o nome por trás do documentário 24 City. O longa narra a história do fechamento dramático da Fábrica 420 em um distrito estatal em Chengdu, na China, destinado a produzir e reparar material bélico. Outrora próspero e parte do modo de vida comunista, o lugar é absorvido pelo capitalismo – com comando ditatorial –, dragado pela especulação imobiliária e a gentrificação, que toma o espaço com um condomínio de luxo.

Em um formato docudrama, o filme acompanha três gerações envolvidas com as mudanças e o lugar. 24 City exprime o que a chamada Sexta Geração do cinema chinês carrega como tema fundamental: o realismo e a atualidade de uma sociedade em transformação.

Assista em: Reserva Imovision

Oscar Niemeyer: A Vida é Um Sopro (2007)

“Eu confesso a você que estou um pouco cansado de falar de arquitetura”. É assim que o trailer do documentário de Fabiano Maciel oferece um aperitivo do que o arquiteto Oscar Niemeyer vai dizer em A Vida é Um Sopro, emendando que a mediocridade das perguntas (e a necessidade de explicação para tudo) era uma droga (para usar uma palavra mais branda).

O longa com 90 minutos foi filmado em 2005 e entrega um panorama sobre a vida e obra do arquiteto que dispensa apresentações, mas por isso mesmo merece ter a vida e a obra rediscutidos. Premiado nos festivais de Brasília (2005) e Rio de Janeiro (2006), foi exibido em 12 capitais do país e em diversos outros festivais e eventos no exterior. Entre palavrões, cigarros e risadas tímidas, um Niemeyer descontraído fala da revolução que a linha curva causou na Arquitetura Moderna, explana alguns de seus projetos, elabora pensamentos sobre uma sociedade mais justa e a beleza do universo.

Costurado por imagens inéditas e raras, o filme ainda traz depoimentos dos escritores José Saramago, Eduardo Galeano e Carlos Heitor Cony; do poeta Ferreira Gullar; do historiador Eric Hobsbawn; do cineasta Nelson Pereira dos Santos; do ex-presidente de Portugal Mário Soares e do cantor e compositor Chico Buarque.

Assista em: Vimeo, YouTube ou Claro TV+

Flores Raras (2013)

Bruno Barreto conta a história do romance entre a poetisa norte-americana Elisabeth Bishop e a arquiteta carioca Lota Macedo Soares no filme Flores Raras. A obra tem como base o livro Flores Raras e Banalíssimas, de Carmen L. Oliveira, que conta a trajetória real deste amor.

No pano de fundo do longa, a arquitetura e o urbanismo: do Aterro do Flamengo à Brasília, passando pelos projetos assinados por Lota. Porém, cabe aqui um adendo: a casa onde é filmada a obra não é a criada pela arquiteta, mas a residência Edmundo Cavanelas (1954), assinada por Oscar Niemeyer, localizada em Petrópolis.

Assista em: Globoplay; HBO Max ou Pluto TV

My Architect: A Son’s Journey (2003)

E se seu pai morresse em um banheiro público, não houvesse endereço onde procurar a família e o corpo permanecesse no necrotério por três dias, sem ser reclamado? Parece uma história de filme. E é. Mas também é absolutamente real e aconteceu com o arquiteto Louis Kahn.

O episódio abre o filme que trata do pai e é feito pelo filho, Nathaniel Kahn. É uma busca pela figura paterna (quase) ausente, um gênio da arquitetura, que perseguia a transcendência dos espaços que projetava. Nathaniel – um dos filhos ilegítimos, de um dos dois relacionamentos extraconjugais mantidos por Louis – vai em busca da identidade e do vínculo com o pai, tendo seus projetos como pontos de partida.

Assista em: Criterion (ou em DVD, disponível na Amazon)

The Human Scale (2012)

O foco deste longa com 83 minutos, dirigido por Simon Lereng Wilmont e Andreas Dalsgaard, é a “vida entre edifícios”, sobre a qual se debruça o arquiteto e professor Jan Gehl durante mais de quatro décadas. Gehl, aliás, é um dos entrevistados e o mais importante deles neste documentário provocativo, que expõe questionamentos sobre urbanismo, modernidade, concentração urbana e planejamento.

As reflexões acerca dos aspectos sociais, ambientais e afetivos da vida urbana são feitas a partir de um passeio por metrópoles da China, Bangladesh e outros países. Como afirmou o músico e entusiasta da mobilidade urbana via bicicleta, David Byrne, “o filme é em grande parte sobre uma reação muito animadora (para mim) a nossa situação atual. É pensar em incentivar acasos felizes e criar espaços comuns. Encontrar maneiras menos perturbadoras de se locomover e nos trazer de volta à coletividade”.

Assista em: Google Play (em inglês) ou YouTube

Tudo é projeto (2017)

As ideias e opiniões do arquiteto Paulo Mendes da Rocha sobre urbanidade, natureza, humanidade, arte e técnica merecem ser ouvidas. E se fazem através do documentário assinado pela filha do mestre, Joana Mendes da Rocha, em parceria com Patricia Rubano. O filme venceu dois prêmios de público, um na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e, outro, em Portugal, no Arquiteturas Film Festival Lisboa.

O longa é mais um do filão de documentários de filhos sobre os pais e, por essa caraterística, já demanda a emoção dada pela proximidade entre o roteirista/diretor e seu sujeito de interesse. Assim como no filme sobre Louis Kahn (acima), a filha Joana também é personagem da ação e, nesse caso, conduz as entrevistas com o pai.

Assista em: Vimeo

Urbanized (2011)

Na atualidade, 55% da população mundial vivem em cidades. Para 2050, a projeção da ONU Habitat é de que 68% dos habitantes do planeta estejam no ambiente urbano. Urbanized, documentário de 85 minutos assinado por Gary Hustwit, já tem pouco mais de uma década mas segue falando com propriedade sobre a densificação de grandes centros, os desenhos (ou suas ausências) das cidades, os desafios e desigualdades.

O enfoque é em quem vive na urbe, proposto por Jane Jacobs e Jan Gehl, e uma viagem por lugares que vão do Rio à Mumbai, passando por Bogotá, Tóquio e Stuttgart, a fim de discutir o futuro das cidades. São mais de 30 nomes de peso entre os entrevistados, como os arquitetos Oscar Niemeyer, Norman Foster, Rem Koolhaas, Alejandro Aravena e Jan Gehl.

Assista em: Google Play (em inglês)

Vilanova Artigas: O Arquiteto e a Luz (2015)

Laura Artigas e Pedro Gorski dirigem o documentário que celebra o cinquentenário do arquiteto João Batista Vilanova Artigas e elabora uma trajetória do profissional da prancheta e professor, responsável pela revolução na forma de ensinar a arquitetura e o urbanismo, através da Escola Paulista.

Entre imagens de arquivo e depoimentos de amigos e familiares, há falas de outros arquitetos de renome, a exemplo de Paulo Mendes da Rocha e Ruy Ohtake. Também ganham espaço seus projetos, como o ICVA – Instituto Casa Vilanova Artigas | Residência do Arquiteto, o prédio da FAU-USP (Butantã), o Edifício Louveira e o Estádio do Morumbi.

Como afirma o professor e editor Abilio Guerra em sua resenha sobre o documentário para o Vitruvius: “O filme acompanha muito bem as principais facetas do personagem – a sofisticação de sua abordagem filosófica e estética, seu comprometimento ético e político com os fundamentos de sua profissão, seu entendimento quase religioso sobre o papel do ensino e da transmissão do conhecimento, sua visão de mundo abrangente e genuinamente generosa – e os fatos, percalços e anedotas de sua riquíssima trajetória.”

Assista em: Amazon Prime Video ou Apple TV

Bônus

Eles são difíceis de achar e, atualmente, não estão disponíveis para streaming, aluguel ou compra aqui no Brasil, mas a gente não podia deixar de indicar essas joias.

Koolhaas Houselife (2008)

A ideia desse documentário assinado por Ila Bêka e Louise Lemoine é um tanto diferente: como seria a visão de uma obra-prima da arquitetura por aqueles que nela vivem, seja como pessoas que realizam a manutenção diária (de limpeza e reforma), os vizinhos ou tantos outros que não são especialistas no assunto? Há, aqui, uma abertura crítica para que todos possam opinar sobre onde vivem e trabalham.

Estreia de uma série que seria feita sobre arquitetura, Koolhaas Houselife foi exibido pela primeira vez na Bienal de Arquitetura de Veneza, em 2008, e trata da visão da governanta Guadalupe Acedo, que cuida de uma casa projetada pelo escritório OMA, de Rem Koolhaas. É uma crítica e um questionamento sobre “o impacto da arquitetura no cotidiano das pessoas, bem como o seu senso de identidade”, como afirma Bêka.

 

Grande Mesquita de Djenné, no Mali, é um dos destaques do documentário | Foto: Ruud Zwart/ Creative Commons
Grande Mesquita de Djenné, no Mali, é um dos destaques do documentário | Foto: Ruud Zwart/ Creative Commons

Building Africa: Architecture of a Continent (2005)

Infelizmente, não encontramos um trailer do documentário Building Africa, dirigido por John Holdsworth e produzido pela BBC. O filme com uma hora de duração foi transmitido via BBC Four e (informalmente) pode ser assistido na íntegra via YouTube (em inglês).

Nele, o arquiteto David Adjaye mostra ao público as arquiteturas do continente. De edifícios de barro do Mali ao experimento modernista incentivado pelo ditador Benito Mussolini na Eritréia. Adjaye tece as influências culturais – natas e impostas – que moldaram as construções de Gana, Ruanda e outros países em África.

Gostou do conteúdo? Conta pra gente quais desses filmes mais interessaram você e que outros são absolutamente imperdíveis para quem gosta de arquitetura. Ah, temos também um texto sobre outros filmes e séries para quem ama arquitetura, interiores e design; não deixe de ler!

Para receber mais notícias sobre o tema e outras novidades sobre o universo do design, assine a newsletter da DW!. Aproveite e siga nosso perfil no Instagram e fique por dentro das novidades.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DW! SP 2024

Cadastre seu e-mail para receber notícias exclusivas do festival e do universo do design, arquitetura e decoração:

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!


    Você poderá cancelar a assinatura a qualquer momento.

    Consulte nossa política de privacidade.