BLOG / Vídeos

Essencialismo das dunas e literatura brasileira são mote dos lançamentos da Klie

Sofá Evo, da Klie

Momentos de contemplação diante de uma paisagem de areia provocaram o insight para que o designer Esteban Fidelis, diretor criativo da Klie (@kliemoveisoficial), projetasse a linha Dunas. No meio natural, as formas orgânicas predominam e quase não existem traços retos. A ausência de distrações permite ouvir com nitidez o som do vento e ajuda a focar no que é essencial.

Tais percepções foram transpostas para o desenho: estofados curvos, supressão de elementos desnecessários, apoios retilíneos quase invisíveis. No lançamento realizado pela marca durante a DW!, a coleção Dunas, que já contava com sofá e daybed, ganhou também uma cadeira.

Cadeira Dunas da Klie
A cadeira Dunas completa a coleção de mesmo nome da Klie, com desenho de Esteban Fidélis | Foto: Divulgação

“A peça foi desenvolvida para propiciar conforto mesmo quando o usuário permanece sentado por muito tempo, como num almoço em que os convidados não querem deixar a mesa”, conta Esteban. “O móvel tem um encosto que abraça e a combinação adequada de espumas no estofamento garante a ergonomia”, completa.

A cadeira Dunas faz parte do conjunto de 20 peças apresentado pela Klie no correr do festival, com destaque para a nova coleção Léxico – sobre a qual você pode saber mais aqui. Inspirada no livro O Léxico de Guimarães Rosa, de Nilce Sant’Anna Martins, a linha procura relacionar o significado das palavras inventadas pelo escritor mineiro às características do mobiliário.

Literatura e design

Desse modo, o termo Linde, sinônimo de limite e fronteira, batiza cinco mesas de centro com tampos de pedra natural, em diferentes formatos, e com pés de aço-carbono em duas alturas distintas. Os móveis podem ser agrupados na área central da sala, como um quebra-cabeça, ou usados como mesinhas laterais independentes.

Mesas de centro Linde, da Klie
As mesas de apoio Linde são estruturadas em metal e pedra e podem ser usadas em conjunto | Foto: Divulgação

Vero, outra palavra adotada por Guimarães Rosa, fala das coisas reais, precisas, verdadeiras e dá nome à poltrona e à mesa de jantar feitas de madeira. A analogia, aqui, está no uso de formas simplificadas, autênticas e na busca por exatidão nas proporções. Ao juntar esses elementos, Esteban, responsável por desenvolver todas as peças da Klie, obteve móveis ao mesmo tempo minimalistas e calorosos, nos quais o conforto é também visual. Completam a coleção Léxico a estante modular de aço-carbono Riba – “as coisas que estão alto” -, montada sem a necessidade de perfurações na parede, e a linha Evo – “as coisas que não têm fim” – composta por sofá e mesas de jantar e de centro.

Klie, uma história

Contar a história de cada móvel é um valor fundamental para a Klie, empresa fundada em Itapiranga (SC), em 2019. A marca acredita que, mais importante do que preencher espaços, é propiciar o nascimento de laços de afeto.

“Nossas lembranças são feitas de momentos e não de produtos. Em casa, ao lado das pessoas que mais amamos, acumulamos as melhores memórias. Quando estamos cercados de objetos com os quais nos identificamos, as conexões se tornam mais fluidas”, diz Esteban. Saber como e por que cada peça foi imaginada ajuda a criar essas camadas de significado.

Conheça mais sobre a marca em klie.com.br e não deixe de assinar a newsletter da DW! para receber todas as novidades do mundo do design.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DW! SP 2024

Cadastre seu e-mail para receber notícias exclusivas do festival e do universo do design, arquitetura e decoração:

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!


    Você poderá cancelar a assinatura a qualquer momento.

    Consulte nossa política de privacidade.