BLOG / Vídeos

Movimento Seiva e Cidade ocupa o Centro de SP com exposição Misericórdia e Algazarra na DW!

Exposição Misericórdia e Algazarra, com curadoria de Felipe Morozini, reflete sobre a importância da história da formação das cidades | Foto: Divulgação

Seiva é uma força criadora  que irriga, nutre e desenvolve organismos vivos – inclusive as cidades. Este é o ponto de partida do movimento Seiva e Cidade, pensado pela Somauma para sua participação na DW! Semana de Design de São Paulo, de 14 e 24 de março.

Para conectar e ativar cinco endereços importantes do Centro da cidade de São Paulo, o movimento trouxe as mais variadas expressões de arte, design, arquitetura, paisagismo e moda, além de conversas e outras experiências. Atividades que unem pessoas e edificações, provocando novas perspectivas do espaço urbano.

O tronco do movimento Seiva e Cidade é o Edifício Misericórdia, localizado no Largo da Misericórdia, 20, no epicentro histórico de São Paulo. Ainda que próximo a locais emblemáticos da cidade – como Casa de Francisca, Edifício Triângulo e o Centro Cultural Banco do Brasil -, o edifício não era evidente na paisagem arquitetônica da cidade até então.

Agora, durante a DW! SP 2024, seus 9 andares despertam com exposições de arte, design, moda, ateliês, feiras, espaço para palestras e debates, programação musical, realização de performances, café e bar.

Jardim de Absurdos por Gengibrão, entre exposição e loja pop up com criativos brasileiros | Foto: Divulgação
Jardim de Absurdos por Gengibrão, entre exposição e loja pop up com criativos brasileiros | Foto: Divulgação

Confira abaixo a programação geral:

9º e 8º andares | Exposição Misericórdia e Algazarra, curadoria Felipe Morozini: reflete sobre a importância da história da formação das cidades e discute como a invisibilização de fatos históricos e da arquitetura interfere em nossa existência

7º andar | Jardim de Absurdos por Gengibrão: Entre exposição e loja pop up, com o trabalho de jovens artistas que produzem de cerâmicas utilitárias até esculturas e móveis autorais

6º andar | Feira Preta por Bia Vianna: versão compacta do maior coletivo de cultura e empreendedorismo negro da América Latina, das áreas de moda, papelaria, acessórios, bolsas, entre outros.

5º andar | Porto.co, com criação de novos ecossistemas de design exploratório e estratégico para uma mudança comportamental mais sustentável em nossa sociedade; o andar também abriga a instalação 60 em 5 por Paulo Biacchi, que construiu uma plateia de 60 assentos em 5 dias utilizando material de descarte das obras do Edifício Misericórdia e Edifício Virginia

4º andar | Passagem por Colletivo Design: instalação Ao Pé da Letra, que expressa uma mudança de espaço, de estado, de vida

3º andar | Mauricio Arruda + Fetiche um convite a parar e viver o presente em um ambiente projetado por Maurício Arruda & FETICHE®️, de Carol Armellini e Paulo Biacchi, para proporcionar uma experiência sensorial e lúdica; o andar também abriga o Coletivo Coletores, que realiza projeções nas paredes internas do Edifício Misericórdia e também nas empenas (laterais) dos prédios vizinhos.

2º andar | SomosTudoIssoMesmo por Estúdio Vértices: curadoria de artes, estúdio de tattoo e uma loja com as criações de Mônica Rodrigues Fernandes, Mozart Fernandes e outros artistas. Também haverá lançamentos de livros, discos, exposições, cursos e rodas de conversa

1º andar | Café e Bar com Paisagismo de Carla Oldemburg: espaço de café, bebidas, comidinhas e vista para a cidade a partir da marquise do Edifício Misericórdia. Todos os dias, a partir das 18h, tem som na caixa com DJs.

O designer Paulo Biacchi tece apenas 5 dias para construir esta instalação que recebe palestras durante a DW!, a partir de resíduos de obras dos edifícios Virgínia e Misericórdia | Foto: Divulgação
O designer Paulo Biacchi teve apenas 5 dias para construir esta instalação que recebe palestras durante a DW!, a partir de resíduos de obras dos edifícios Virgínia e Misericórdia | Foto: Divulgação
Por quê Misericórdia e Algazarra?

Entre os destaques, a mostra Misericórdia e Algazarra, com curadoria de Felipe Morozini, sobressai pela investigação e pelo mergulho na história do Largo da Misericórdia. Especialmente do ponto de referência era o Chafariz da Misericórdia, o primeiro sistema de abastecimento gratuito de São Paulo. Ficava em frente à igreja e era espaço de encontro, especialmente de pessoas escravizadas incumbidas de buscar água para seus senhores – posteriormente demolido devido à “algazarra” que causava.

O chafariz é de autoria de Joaquim Pinto de Oliveira, o Tebas. Escravizado até os 58 anos de idade, Tebas executou obras emblemáticas do Brasil Colonial e se consolidou como um dos maiores arquitetos brasileiros do século 18. Essa história invisibilizada é recuperada na instalação de Morozini.

Outra curiosidade sobre o lugar, recuperada na pesquisa de Morozini, é o fato de o Largo ter esse nome graças à Igreja da Misericórdia, construída no século 16 e demolida no século 19 para dar espaço a um quiosque que, décadas mais tarde, também viria abaixo. O Edifício Misericórdia foi construído em 1977 e considerado um dos últimos grandes edifícios do Centro Histórico, no local antes ocupado por um palacete.

Edifício Misericórdia (centro da imagem), construído em 1977 e considerado um dos últimos grandes edifícios do Centro Histórico, no local antes ocupado por um palacete | Foto: Rodrigo Vargas
Edifício Misericórdia (centro da imagem), construído em 1977 e considerado um dos últimos grandes edifícios do Centro Histórico, no local antes ocupado por um palacete | Foto: Rodrigo Vargas
Outros quatro espaços do Centro recebem eventos

Seiva e Cidade conecta outros quatro endereços no Centro de São Paulo, reunindo uma diversidade de atrações e pontos de vista sobre a cidade, a arquitetura, a história e o design. Uma cartografia de ocupações que revalorizam alguns dos lugares mais interessantes da região.

Edifício Martinelli
Rua Líbero Badaró, 504 | Centro Histórico

O Martinelli abre as portas do icônico edifício para celebrar os 100 anos do início de sua construção, com visitas guiadas ao mirante do 26º andar. A Feira na Rosenbaum, a exposição do A Gente Transforma e a Cidade do Futuro ocupam o 25º andar e o térreo.

Edifício Virgínia
Rua Martins Fontes, 197

Se você esteve no Virginia durante a DW! SP 2023, vai se interessar por esta novidade: a incrível transformação do prédio já começou! Quem tem curiosidade sobre o futuro do edifício pode participar de visitas guiadas.

Casa Somauma
Av. São Luís, 84

O espaço de vivências e experiências da Somauma e plantão de vendas do Virginia pode ser um lugar de respiro no trajeto, com cafés, comidinhas e drinks. A Casa também recebe a exposição José Augusto Bellucci: a descoberta de um gênio.

Espaço República
Av. São Luís, 86

O 14º andar do prédio assinado pelo arquiteto Oswaldo Bratke recebe a Tato Coletivo para a mostra Confluências. Em sua primeira exposição, o coletivo reúne 25 artistas e designers com obras de diferentes linguagens e referências, para recolocar a antiga questão: o que diferencia a arte do design?

Misericórdia e Algazarra
Largo da Misericórdia, 20 – Centro Histórico de São Paulo/SP
Programação gratuita e aberta ao público de 14 a 24 de março
Segunda a sábado, das 12h às 22h; domingos, das 12h às 20h
Agenda completa Seiva e Cidade, acesse aqui. 

 

Gostou da novidade? Confira outras programações especiais da DW! Semana de Design de São Paulo, clicando em Eventos ou Expositores para descobrir lançamentos, exposições, intervenções artísticas, palestras e muito mais. Aproveite para seguir a DW! no Instagram, em @dwsemanadedesign.

Designers, pessoas empreendedoras e artistas que participam da exposição Misericórdia e Algazarra:
Castelli, D’Anunziata, Diogo Giacomo, Estúdio Orth, Hakim Hazim (Overseas), La Carpinteria + Microcosmo Casa, Novidario, Pietro Oliveira (Caboco), Pistache Ganache, Philipe Fonseca, Renata Moura (+ Auá Mendes @aua___art + Brixx @brixxfurtado + Eneri @eneri.psm + Mimura Rodriguez @mimurarodriguez + Nihao @ni_hao93 + Pati Rigon @patirigon + Soberana Ziza @soberanaziza+ Yez Yas @yez_yas) e Samuel Ângelo (Suiobjetos), Crica Monteiro, D’Anunziata, Felipe Barroso (grude), Guima + Sônia Costa, Iury Simões, Jean Petra, Negro M.I.A.
Regina Soberana Ziza, Renata Moura com o projeto Goma pelas Minas, Ros4 & Big Black, Pagu + Vórtice, Herbert Loureiro @herbbbie, Rótulo em Branco @rotuloembranco, Cibi Koyama @cibikoyama, Diego Rosendo @diegorosendo, Têó Ateliê @te__oh, Naka Cerâmica @nakaceramica, Yume Rugs @yumerugs, Amarlungo @amarlungo, Aline Morsoletto @commemoracriativa, Letícia Txa @leticiatxa, Humberto da Mata @humbertodamata, Caru Brandi @carubrandi, Realindo @realindo_, Márcio Costa @bixatropical, Geison Geraldo @obrabo.gg, Mariana Carue @marianacarue, Peso Morto @peso.m0rt0, Pareia @estudiopareia, Thayna Harumy @ha.rumy, Lucas Rampazzo @rampazzo__, Refugeo @refu.geo, @andressaoliveiraatl, Arian (@pangeia.lab), Ciro Schu (@ciroschu), Daniel Orellana (@brocca.br), @ericapaluzzi, @fabriko_sp, @fernandoiasz, @gabrielfreitas.design, @gabrielpivaarteedesign, @luizhrenault, @lizasatodesign, Marcelo Stefanivicz (@studio_stefanovicz), @nathalianova_design, Raquel Finotti (@talpadesign), @andreoliveira.cebola), Editora @afluente.art, @editoramino, projeto @folha_se.art, @feallucci_, @thiagogoms321, @hausfrau_shop, @iconek,  @negromia, @micaelacyrino, @milacoutelo, @monicarfernandes, mozartfernandes, Nathalia Brandão (@natonicabrandao), Olavo Medeiros (@olavolalo), @felipe_risada, @samuelshuna, @tortomesmo, @umabrasil, @vantees, @verticescasa, @vismoart, William Baglione (@wbaglione), @__danilocunha representado pela @wg.galeria

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DW! SP 2024

Cadastre seu e-mail para receber notícias exclusivas do festival e do universo do design, arquitetura e decoração:

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!


    Você poderá cancelar a assinatura a qualquer momento.

    Consulte nossa política de privacidade.