BLOG / Vídeos

Ateliê Colormix ressignifica materiais e os transforma em objetos decorativos e obras de arte

Se você não é arquiteto ou designer de interiores, talvez não conheça a Colormix. Mas, há 40 anos a empresa produz revestimentos de alto padrão para arquitetura. Nesse tempo, couberam experiências que moldaram sua verve, mas em algum momento, foram deixadas em segundo plano. Por isso, o Ateliê Colormix, novo projeto da marca, nasce para fazer este precioso resgate histórico e trabalhar, também, transformando suas matérias-primas em objetos decorativos e obras de arte.

Como um vaso moldado em torno, o projeto foi elaborado aos poucos e respeitou diversas etapas até dar forma à nova flagship com objetos de decoração e houseware que complementam o portfólio de pedras naturais, concreto, porcelanatos, cerâmicas e afins.

O projeto de arquitetura do Basiches Arquitetos Associados é contemporâneo e dá protagonismo aos objetos decorativos e obras de arte

“Havia uma necessidade, um desejo de trazer nossas raízes, fazer um resgate de uma história. Nos anos 80, havia uma tradição familiar de pintar pratos, vasos, assim como fazemos com azulejos. Produzíamos esse tipo de objeto na fábrica”, conta Arthur Grangeia, artista visual e diretor comercial da Colormix.

Arthur salienta que, além dessa busca radical, havia o intento de dar às matérias-primas usadas o caráter nobre que as compete: “A argila que faz uma cerâmica é a mesma que produz um vaso. O mármore do qual produzimos um mosaico, pode ser esculpido e dar forma a uma bandeja ou a um objeto de arte. Sempre buscamos explorar o potencial máximo da matéria, o que invariavelmente levaria aos objetos de decoração”.

Do detalhe ao espaço

Este mesmo espírito de resgate de uma história e da valorização do material foi o que orientou o projeto de arquitetura capitaneado pelo arquiteto José Ricardo Basiches, à frente do Basiches Arquitetos Associados.

Mesas de apoio desenvolvidas pelo Ateliê Colormix (à esquerda). Entrada da flagship da Alameda Gabriel (à direita).

A loja que levou mais de um ano em processo de desenvolvimento e construção, é essencialmente contemporânea e dá protagonismo ao que nela cabe. Objetos feitos com materiais conhecidos de quem reveste com Colormix, acrescidos de detalhes singulares e leituras de mundo e design sutis e particulares.

“Há um diálogo entre a arquitetura e o que produzimos. Desde a fachada isso é visível através de um patchwork de texturas dos materiais que fazemos uso desde os anos 1980. Pensamos na nossa origem, mas olhando pra frente”, afirma Arthur.

O banco Tetta – de Karol Suguikawa (à esq.) – produzido pelo Ateliê Colormix – e objetos como as luminárias feitas com pastilhas de mármore e madrepérola por Camilla D’Anunziata estão à venda na flagship

No Ateliê, a Colormix quer revisitar seus próprios materiais e isso é paupável na arquitetura do espaço. Nos banheiros, por exemplo, foram aplicadas lastras de porcelanato e, logo à frente, quadros feitos com uma marchetaria dos restos desse produto. “É o revestimento transformado: queremos fazer toda a casa do cliente. Da bancada até o objeto de arte, a decoração”, completa.

Na prateleira

Nas prateleiras esguias do Ateliê Colormix, arquitetos, designers, decoradores e o público final encontram objetos desenvolvidos pelo próprio ateliê, além de projetos cunhados em parcerias. Entre os nomes escolhidos a dedo estão o da artista Célia Martins; o do arquiteto Jayme Bernardo; e as designers Karol Suguikawa e Mariana Quinelato.

Painéis de Arthur Grangeia revestem a escadaria que leva ao segundo andar do Ateliê Colormix

Para completar o acervo de preciosidades, há uma curadoria que traz objetos de interesse para o contexto da loja e completa o conjunto de produtos com madeiras, vidros, tecidos e tapeçarias.

Para saber mais sobre os objetos de arte e decoração produzidos, navegue pelo IG do Ateliê Colormix e visite a loja nos Jardins na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 1478. Para não perder as novidades do universo do design, assine nossa newsletter.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DW! SP 2024

Cadastre seu e-mail para receber notícias exclusivas do festival e do universo do design, arquitetura e decoração:

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!


    Você poderá cancelar a assinatura a qualquer momento.

    Consulte nossa política de privacidade.